MENU
Logo Made in Germany FACIM 2017

FACIM 2017

http://www.facim.org.mz/?ling=en

28 de Augusto – 3 de Setembro de 2017 
Maputo, Moçambique

Moçambique é um estado situado no sudeste de África, o qual conta com uma população de 26 milhões de habitantes. A sua localização confere a este país de 800 000 metros quadrados uma posição de porta de entrada para a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC). Em 1975, Moçambique conquistou a sua independência de Portugal e caminha agora para a industrialização. Um recente estudo feito pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) posicionou Moçambique entre as 15 economias com o crescimento mais rápido no mundo.

A taxa de crescimento económico de Moçambique tem variado continuamente entre 7 e 10% desde os finais do ano 2000, devido à crescente procura de energia e à descoberta de reservas consideráveis de petróleo e de gás no país. Mas, com o ajuste da economia à queda dos preços das matérias-primas, a taxa de crescimento económico de Moçambique abrandou para 6,2% em 2015, esperando-se a sua recuperação gradual até 2017.

Após ter sido confrontado com riscos de liquidez durante o início de 2016, os investidores de Moçambique estão, desde então, mais contidos. Esta insegurança recente tem sido aumentada pela tensão entre o partido no poder, a Frelimo, e a Renamo, o principal partido da oposição. Mesmo assim, Moçambique encontra-se entre as 5 nações da África Subsaariana que estão no topo do ranking do Índice da Facilidade em Fazer Negócios, Ease of Doing Business Index (atrás do Ruanda, da África do Sul, da Zâmbia e do Botsuana.

A economia de Moçambique proporciona novas oportunidades de investimento, especialmente no sector da energia. Os investidores não só estão interessados na grande procura de energia e de projectos em infra-estruturas, como ainda grandes empresas no local planeiam investir milhares de milhões nos próximos anos. 

O Governo visa aumentar a produção de energia em 5000 MW dentro de cinco anos - e Moçambique tem recursos para fazer isso. Este país possui 10% das reservas de carvão do mundo e encontra-se entre os dez países de topo no que diz respeito a reservas de gás comprovadas, logo atrás dos Emiratos Árabes Unidos; para além disso, a nova Lei de Mineração moçambicana proporciona um quadro jurídico atraente para os investidores. A localização estratégica do país permite-lhe fornecer energia aos mercados “sedentos” da região (África do Sul, Botsuana, Zimbabué) e do mundo (China, Índia e Japão) dentro de um curto espaço de tempo.

Com uma taxa de crescimento natural de 2,5% , a população de Moçambiquenão só está a crescer, como a enriquecer. De acordo com o banco multinacional Standard Chartered Bank, a classe média de Moçambique terá aumentado até 2030. Deste modo, a produção de alimentos, a transformação e a distribuição são sectores os quais vale a pena examinar. Também não se deveria subestimar o sector agrícola de Moçambique que tem uma grande procura de máquinas. Estando rodeado pelos maiores exportadores de produtos agrícolas tais como, a Tanzânia ou a África do Sul, Moçambique pode capitalizar os seus recursos em petróleo e alumínio (Moçambique é o segundo país produtor em África).

 

X

More information about FACIM 2017 in AUMA's trade fair database
O seu organizador de feiras

O seu organizador de feiras

  |